Vida peregrina

Que que eu tô fazendo aqui,
Em território desconhecido?
Tão longe dos meus,
E de onde há conforto?

Por quê é que eu caminho,
Se não sei o que me move?
Que Passos são esses,
Que misteriosamente
Insisto em dar?

De onde veio essa missão,
Que eu cumpro de bom grado?
O que é que estou buscando,
Se não sei o que encontrar?

Às vezes eu não entendo,
Porque é que estou correndo,
Ou onde vai me levar,
Essa minha aspiração.

Difícil de explicar.
Meus sonhos,
Teimosos, espaçosos,
Já não cabem
No mesmo lugar.

Uma
Peregrinação.
Mas hei de continuar…
Pois nada sai do lugar
Se eu não caminhar.

Por Larric Malacarne.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: